fbpx

Revisão do carro: 6 Aspetos que não deve descurar!

revisão do carro

Revisão do carro: 6 Aspetos que não deve descurar!

A revisão do carro é fundamental para o seu bom funcionamento e manutenção. Os veículos estão sujeitos a um enorme desgaste devido ao uso constante e às agressões externas. Ao investir na revisão do seu veículo, está a apostar na sua segurança e na dos restantes condutores. Lembre-se de que não anda sozinho na estrada!

 

Quando deve fazer a revisão do carro?

A revisão do carro deve ser feita em média a cada 10 mil quilómetros, mas tudo dependerá das recomendações do fabricante. Estas estão relacionadas com o período expectável de mudança do óleo, filtros, entre outros componentes.

Se vai fazer uma viagem longa, é essencial fazer um check-up geral ao seu veículo para não ter surpresas desagradáveis pelo caminho. Caso note alguma anomalia, como cheiro, aviso luminoso ou barulho, não hesite em levar o seu automóvel a uma oficina auto.

 

6 Aspetos a ter em conta na revisão do carro

1. Alinhamento da direção

Não faça o alinhamento da direção apenas porque se aproxima a Inspeção Periódica. É vital conduzir sempre com a direção alinhada, uma vez que esta influencia diretamente o desgaste dos pneus, para além de representar um perigo.
O recomendável é fazer a verificação do alinhamento a cada 20 mil quilómetros. No entanto, convém prestar atenção a alguns sinais. Se o carro se desvia tendencialmente para um dos lados, deverá corrigir esta situação o quanto antes.

2. Óleo e filtros

A cada mudança de óleo deverá realizar uma mudança de filtro. É importante respeitar os prazos sob pena de danificar o motor. Ao perder a viscosidade, o óleo reduzirá a sua eficácia de lubrificação das partes mecânicas. Esteja sobretudo atento à quilometragem e aos sinais luminosos do painel.

3. Velas

Tal como o óleo, as velas devem ser trocadas nos prazos indicados, mesmo que estejam a funcionar. Isto porque não precisam de estar a falhar para comprometer o rendimento do carro e aumentar o consumo de combustível. O prazo varia de modelo para modelo.

4. Travões, discos e pneus

O estado dos travões, discos e pneus é outro aspeto a ter em conta na revisão do carro, sendo essencial para o seu correto funcionamento. O ideal é verificar a pressão dos pneus e calibrá-los a cada 15 dias, visto que uma pressão desajustada aumenta o consumo de combustível.

Preste atenção aos pneus do seu automóvel. A melhor forma de avaliar a sua superfície é verificar o indicador de desgaste, também designado de TWI (Tread Wear Indicator). Além de estar sujeito a uma multa, conduzir com níveis abaixo dessa marca representa um sério risco à sua segurança.

Ao fazer a revisão do carro numa oficina auto, peça também para verificar o estado dos discos de travão, especialmente se o seu veículo tiver jantes de aço e não conseguir fazê-lo sozinho.

5. Estado da bateria

Ninguém gosta de ficar sem bateria logo pela manhã a caminho do trabalho. Para evitar dissabores, é recomendável fazer um teste gratuito de verificação da bateria de seis em seis meses.

O ciclo de vida médio de uma bateria é de três a quatro anos, mas este prazo poderá variar dependendo do ano e marca do veículo. Se o seu automóvel tem dificuldades em arrancar, pode ser um sinal de que a bateria está fraca.

6. Luzes e faróis

Verifique regularmente o funcionamento dos faróis dianteiros e traseiros. Alguns carros mais modernos emitem sinais luminosos em caso de anomalia, mas caso não seja o caso, seja você mesmo a fazer esta verificação.

 

A revisão do carro deve ser realizada em oficinas auto certificadas. Para além de darem garantia de reparação, estas oferecem, igualmente, um conjunto de serviços orientados para a satisfação do cliente.

Procure, acima de tudo, oficinas com selo de garantia Espogama e deixe o seu carro em boas mãos. Nas nossas oficinas parceiras, encontrará, certamente, marcas de qualidade premium a preços competitivos.

 


Subscreva o Blog

Aceito a Política de Privacidade*
Dou o consentimento para o tratamento de dados*

A Espogama está comprometida com a implementação do RGPD. Para podermos tratar os seus dados pessoais, necessitamos do seu consentimento. Clique aqui para conhecer a nossa Política de Privacidade.

Partilhe:

Publicar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

X