fbpx

AdBlue: Tudo sobre o novo componente dos veículos diesel!

AdBlue: Tudo sobre o novo componente dos veículos diesel!

O AdBlue é um produto usado muito recentemente nos veículos diesel. Com as normas legais introduzidas na Europa e Estados Unidos relativamente às emissões de gases poluentes para a atmosfera, os fabricantes tiveram de desenvolver novas tecnologias.

Uma das soluções adotadas foi, então, o sistema SCR – Selective Catalytic Reduction, que utiliza o líquido AdBlue para o seu funcionamento. O mesmo tem como objetivo minimizar os impactos ambientais provocados pela combustão do gasóleo.

 

O que é o AdBlue e para que serve?

O AdBlue é uma solução aquosa composta por ureia diluída em água. Esta mistura química atua sobre os gases resultantes da combustão do gasóleo, nomeadamente o óxido de azoto (NOx) e as partículas microscópicas (MP).

Estas substâncias têm impactos negativos, tanto no ambiente como na saúde humana. Por conseguinte, o AdBlue é materializado num catalisador. Assim, através de reações químicas, reduz estes gases a azoto simples e vapor de água.

 

Quais os carros que utilizam AdBlue? 

A legislação europeia relativa à poluição dos motores diesel tem vindo a alterar-se. Desde os anos 90, foram publicadas seis normas que as marcas tiveram de respeitar para cumprir as metas definidas.

A norma EURO VI refere-se particularmente à introdução do SCR e do AdBlue nos veículos ligeiros. Surgiu em setembro de 2014, obrigando todos os motores diesel comercializados desde então a utilizar este sistema, à semelhança do que acontece com os pesados desde 2006.

Assim, se tiver um automóvel diesel com registo a partir de setembro de 2014, saiba que já possui AdBlue. Como tal, há alguns cuidados de manutenção que deve adotar.

 

Como reabastecer o depósito de AdBlue?

Com a introdução do AdBlue, passou a existir mais um fator a ter em conta na manutenção do automóvel. Sendo este componente um consumível, necessita de ser periodicamente abastecido. O processo é bastante simples e não requer idas ao mecânico.

  • Simples de adquirir: O AdBlue é vendido em embalagens de 5 a 10 litros. Pode comprá-lo em lojas de peças auto, no seu concessionário ou em postos de combustível;
  • Fácil de reabastecer: O processo de reabastecimento é simples, sendo comparável ao combustível. Os locais de aplicação estão devidamente assinalados. Há três sítios onde pode encontrar a boca do depósito: na parte lateral da mala da viatura, na zona da roda suplente ou junto à entrada do depósito de gasóleo.
  • Indicação eletrónica do nível de AdBlue: Todos os veículos que necessitam deste produto têm indicadores eletrónicos do nível do depósito. Normalmente, no painel de instrumentos, é possível aceder a esta informação. O veículo tem programados os alertas ao condutor, que sugerem que deve realizar o reabastecimento.
  • Reabastecimento regular: Sendo o AdBlue um consumível, a sua durabilidade varia em função do tipo de condução e da temperatura ambiental e de funcionamento do motor. Os depósitos têm uma capacidade de 10 a 20 litros e os consumos podem variar de 1,5 a 2,5 litros por cada 1.000 km.

 

6 Cuidados a ter na manutenção do AdBlue 

Apesar de o reabastecimento ser um processo simples, há alguns cuidados que deve ter. Damos-lhe 6 dicas para encher o reservatório de forma correta e segura.

  1. Prefira um AdBlue que respeite as normas recomendadas pelo fabricante do seu automóvel;
  2. Se não conseguir localizar a boca do depósito ou tiver dúvidas, consulte o manual do veículo ou contacte a sua oficina auto;
  3. Não misture o AdBlue com o gasóleo. Cada substância têm o seu depósito individual. No caso de, por distração, introduzir este líquido no depósito de combustível, não ponha o motor a funcionar. Procure assistência para que o reservatório possa ser limpo;
  4. Não introduza anticongelante ou outros produtos no depósito do AdBlue. Os sistemas eletrónicos dos veículos estão preparados para otimizar a temperatura ideal para o normal funcionamento da substância;
  5. Esteja atento às indicações do painel de instrumentos e perceba quando deve reabastecer. Tal como acontece com o combustível, se o depósito de AdBlue ficar vazio, o carro não arranca;
  6. Tenha uma condução suave. Todas as peças auto e componentes de desgaste se degradam mais rapidamente se tiver uma condução agressiva. O AdBlue não é exceção.

 

A manutenção do AdBlue é, como viu, um processo simples. Contudo, é necessário estar atento a todos os sinais e respeitar as recomendações do fabricante automóvel. Em caso de dúvida, contacte a sua oficina auto para mais esclarecimentos.

 


Subscreva o Blog

Aceito a Política de Privacidade*
Dou o consentimento para o tratamento de dados*

A Espogama está comprometida com a implementação do RGPD. Para podermos tratar os seus dados pessoais, necessitamos do seu consentimento. Clique aqui para conhecer a nossa Política de Privacidade.

Partilhe:

Publicar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

X