fbpx

Inspeção automóvel: Tudo o que deve saber!

inspeção automóvel

Inspeção automóvel: Tudo o que deve saber!

inspeção automóvel é obrigatória para todos os veículos que circulam nas nossas estradas. Trata-se de uma avaliação realizada em centros devidamente certificados, nos quais se verifica se cada automóvel cumpre a manutenção recomendada, bem como os parâmetros de segurança e funcionamento homologados.

Também denominada de inspeção periódica obrigatória (IPO), é um momento em que surgem dúvidas nos condutores. Estar devidamente informado é, portanto, crucial para evitar surpresas desagradáveis, como chumbos ou coimas.

 

Quando levar o veículo à inspeção automóvel?

Os prazos para a inspeção automóvel variam de acordo com o tipo de veículo e a data da matrícula. Para além das obrigatórias, existem vistorias extraordinárias devido a alterações das características do carro ou a sinistros que tenham comprometido gravemente os sistemas de suspensão ou travagem.

Conheça, em seguida, as datas legalmente obrigatórias por categoria de veículo:

  • Veículos ligeiros, motociclos, triciclos e quadriciclos com mais de 250cmᶟ: A primeira avaliação acontece 4 anos após a data da primeira matrícula. Findo este prazo, é feita de 2 em 2 anos, passando a ser anual a partir do oitavo ano;
  • Ligeiros de mercadorias: A primeira vistoria acontece 2 anos após a data do primeiro registo, sendo depois anual;
  • Pesados de passageiros: A inspeção automóvel é realizada anualmente. A partir do oitavo ano, realiza-se semestralmente;
  • Pesados de mercadorias: A vistoria acontece ao primeiro ano, sendo sempre anual.

Respeite os prazos da realização da inspeção automóvel. Saiba que o limite é o mês e o dia da primeira matrícula. O não cumprimento das datas implica o pagamento de coimas que vão dos 250 aos 1.250 euros. Esteja, por isso, atento e confirme no Livrete ou no Documento Único Automóvel (DUA) a data do primeiro registo!

 

O que é avaliado na inspeção obrigatória?

No momento da inspeção automóvel, são avaliados os diferentes sistemas do veículo, como suspensões, pneus, iluminação, visibilidade dos vidros, cintos de segurança e emissão de gases.

Existem 3 tipos de deficiências que podem levar ao chumbo:

  • Tipo 1: Defeitos que não comprometem a segurança e funcionamento do veículo, não implicando uma segunda inspeção (se forem em número reduzido);
  • Tipo 2: Deficiências que afetam gravemente o desempenho do veículo, necessitando este de reparação e nova inspeção. Apenas o condutor pode circular, sem passageiros;
  • Tipo 3: Insuficiências muito graves que obrigam à paralisação imediata do veículo, sendo apenas permitida a deslocação para o local de reparação.

Os automóveis são reprovados se apresentarem cinco deficiências do tipo 1, uma ou mais do tipo 2 ou 3. Caso o veículo seja chumbado, tem 30 dias para corrigir a situação e realizar nova inspeção. Se os problemas persistirem após a reinspeção, terá apenas 15 dias para apresentar o carro no centro.

 

Saiba o que fazer antes da realização da inspeção

Antes de levar o seu veículo à inspeção periódica obrigatória, é recomendado que realize algumas verificações de forma a não se deparar com um chumbo. Afinal, um selo vermelho implica um gasto acrescido para a sua carteira.

Saiba, portanto, o que deve ter em atenção antes de realizar a inspeção automóvel:

  • Luzes: Verifique se todas funcionam corretamente;
  • Pneus: Ateste o estado do piso;
  • Direção: Confira se está alinhada. Em caso de dúvida, peça um alinhamento da direção na sua oficina auto;
  • Travões: Verifique se o comportamento do veículo na travagem é correto;
  • Gases de escape: Embora seja difícil de verificar, tenha em atenção se o veículo emite fumos fora do normal;
  • Cintos de segurança e material de SOS: Confirme se tem no veículo o colete refletor homologado e o triângulo de sinalização a funcionar corretamente. Verifique também se os cintos cumprem a sua função.

Há componentes cujo estado de funcionamento só um profissional consegue aferir. Se tiver dúvidas em relação ao estado geral do veículo, leve-o à sua oficina auto para uma revisão. Todos os parâmetros serão avaliados e corrigidos, se assim se justificar.

Não se esqueça ainda que há alguns documentos que deve levar e sem os quais não é possível efetuar a vistoria (Livrete, Registo de Propriedade ou DUA e documento da última inspeção).

A realização da manutenção nos prazos recomendados pelo fabricante do veículo garante que o automóvel chega à vistoria dentro dos parâmetros homologados. Confie o seu veículo em oficinas certificadas e garanta a aprovação à primeira!

 


Subscreva o Blog

Aceito a Política de Privacidade*
Dou o consentimento para o tratamento de dados*

A Espogama está comprometida com a implementação do RGPD. Para podermos tratar os seus dados pessoais, necessitamos do seu consentimento. Clique aqui para conhecer a nossa Política de Privacidade.

Partilhe:

Publicar comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

X